Tudo ia bem na vida de Dina, com o passar do tempo o casamento já não tinha tantas novidades como no início ,é que seu marido lhe trazia agrados bons como : bombons finos, flores e algo mais…O marido chegava do trabalho e era aquele carinho só.
O intrigante disso,  foi a mudança repentina de seu marido, parecia outro homem, é claro que antes do casamento ele tinha lá seus defeitos, tinha muito ciúmes de Dina, principalmente que Zico era o causador do tal ciúmes, pelos galanteios a ela nada demais. A coisa piorou depois mesmo da boa fase do casamento, para piorar a irmã de Lucas a Zica colocava desconfiança que fazia ele acreditar que sua bela esposa tinha algo com outro homem.
o marido de Dina parecia um psicopata de julgamentos, fazia questão de vê-la triste e chorando pelos cantos da casa, cada dia era uma desconfiança atrás da outra e sendo que ele que era um tremendo sacana, vivia traindo Dina com qualquer mulher.
Lucas um homem arrogante, durão e metido a machão pegador fazia galanteios para as mulheres na frente de Dina, o celular do homem tocava sem parar , quando Dina atendia o telefone as mulheres desligavam e quando ele atendia só falava:_Tudo bem, ok,sim, fala, estarei lá, e nunca dizia coisa séria, deixava algo estranho no ar como se fosse um encontro marcado.
Cada vez mais era completamente absurda a vida dos dois juntos, ela sujeitava as malícias e traições sem direito de falar, se falasse era ameaçada por ele, tudo acontecia diante de seus olhos , o homem não lhe fazia mais nenhum agrado , fazia questão de colocar defeitos em Dina, o principal assunto era que ela havia engordado, não dizia nenhum carinho, fazia o julgamento errado sobre ela direto e sendo que era um infiel traidor, cruel e valentão, puro machista!
_Dina uma mulher boa, só lhe faltava atitude de sair daquela vida cheia de maldade, foi a vida dela, muitas mulheres passam pela vida como Dina tem que abrir os olhos, a mulher hoje tem suas conquistas, não precisa passar por tantas desavenças da vida dizia Felícia.
Dona Zelda também achou um absurdo, o absurdo que vivia aquela pobre mulher:_Quanta maldade num homem, casa  e depois dar uma vida cheia de sofrimento, eu não suporto vê tanta ignorância numa pessoa, pobre Dina deve sair logo desta vida, o casamento não lhe faz bem, é melhor ela estudar e trabalhar do que ficar com este sem vergonha que  a trai descaradamente e ainda  mais que não respeita Dina como pessoa, vê ela como objeto de uso,usa e no outro dia despresa dizendo que tem mulheres lindas e interesantes lá fora.

Anúncios